Não faça dieta, mude os seus hábitos.

Não faça dieta, mude os seus hábitos.               9/NOV - Qualidade de Vida

Tem três coisas que não aguentam desaforo nessa vida: dinheiro, relacionamento e saúde. 

O esporte entrou cedo em minha vida. Aos 10 anos comecei com a esgrima e durante anos competi representando grandes clubes até que, montando à cavalo, sofri uma lesão no menisco. Sem poder treinar, perdi o pique mas nunca parei de lutar. Fui adaptando os exercícios e fazendo outras atividades que não me exigissem o nível profissional de antes e assim me aventurei pelo Handball, hipismo, adestramento, pedalada, até que há 16 anos me encontrei no Pilates e nunca mais parei.

Com o esporte competitivo desenvolvi várias qualidades indispensáveis para a vida: aprendi a enfrentar o oponente e conquistar a plateia, a me dedicar, focar, enfrentar o desconhecido, praticar para melhorar sempre, enfrentar meus medos, saber ganhar e saber perder. Ter controle sobre meu corpo e mente e principalmente ter força, dentro da cabeça e dos músculos, para cair e levantar quantas vezes for necessário. 

Mas com o passar dos anos e a vida corrida de comunicadora, dividindo meu tempo entre Rádio, TV, internet e empresas, o esporte passou a ter cada vez menos espaço na minha agenda e de 4 horas diárias de treino forte, fiquei quase parada, sem fazer nada além de trabalhar. 

O que aconteceu? 

Engordei. 

Foi então que, incentivada pelo meu marido que na época era meu namorado, comecei a fazer dieta e mudar meus hábitos alimentares. 

A força de vontade tem que ser grande para mudar hábitos pois parece que o corpo fica pedindo aquele docinho depois das refeições, o macarrão e a pizza no jantar, a bolacha recheada no meio da tarde no escritório, a cervejinha... 

Por que é que ninguém sente vontade louca de devorar um pé de alface gente!? Um pepino, uma cenoura, um tomate, sei lá!!!

Mas essa mudança radical aconteceu há 16 anos atrás e posso te contar uma coisa? Só foi difícil nos dois primeiros anos. 

Achou muito? 

Pera aí também! Você não quer mudar pra melhor? Então não pode ficar contando os dias não!

O que é pior? 

Dois anos emagrecendo devagarinho para finalmente “desprogramar” o efeito sanfona ou uma vida inteira incomodada(o) com sua aparência e com o peso que você não suporta ter? 

Eu optei por mim e por isso me dediquei a me acostumar a dieta.  Eu estava odiando me ver mais gordinha. Nada servia! E pra sair então!? Eu colocava o closed a baixo e ainda saia de mal humor...  

Mas por que eu estou falando tudo isso? 

Pra contar que mesmo agora, conseguindo manter meu peso ideal há anos. Eu continuo procurando melhorar sempre. É meu bem... 44 anos não é mole não! Na verdade, não é mole nunca né!? Se você vacila já era!

Nessa busca por qualidade de vida e bem estar, eu conheci o Dr Fabricio Bossi Gastro e especialista em Medicina Integrativa. 

Se liga na “tradução”

“A Medicina Integrativa é uma abordagem orientada para um sentido mais amplo de cura, que visa tratar a pessoa em seu todo: corpo, mente e espírito. Enfatiza as relações entre o paciente e o médico, e combina tratamentos convencionais e terapias complementares cuja a segurança e eficácia tenham sido cientificamente provadas.” 

O Primeiro passo é “despoluir” seu corpo e isso significa se distanciar de produtos industrializados, ou seja, sua alimentação tem que ser mega natural.  

Quando eu falo de alimentação natural tem um monte de gente que torce o nariz. 

Beleza, torce aí! Não muda não! Continua gordinho, achando que a balança que está desregulada. Continua indo de roupa pra praia, evitando fim de semana com os amigos nas piscina, com vergonha de tirar a roupa na frente do novo namorado. Vai fundo! Detona seu joelho! Deixa o colesterol subir! Se afunda na preguiça!

A “Alimentação Consciente” parece complicada mas não é. Nós é que crescemos acostumados a optar pelos sabores intensos, substancias viciantes e muita praticidade (pois tudo é “pronto para o consumo”). 

Nesta dieta que vou compartilhar com vocês, tem um monte de alimentos super nutritivos, que oferecem saciedade ao corpo e que tornam as guloseimas menos atraentes.

Mas além da alimentação natural, você deverá adotar uma rotina (ainda que mínima) de exercícios físicos que ajudarão na ativação dos sistemas de desintoxicação do corpo. 

Não precisa se inscrever na melhor academia da cidade não! Quantas vezes você já fez isso e não foi malhar?

Bota um tênis no pé a qualquer hora que sobrar no seu dia e vai de caminhada, bicicleta, yoga, natação, dança, brincar com seu cachorro, etc.. Seja o que for, encontre algo que a motive a movimentar seu corpo e pratique! 

Lembre-se: O melhor exercício é aquele que você faz e a melhor hora para malhar é aquela que você tem. 


Sem paciência pra academia! Prefiro Pilates , caminhada e bike ergométrica. A minha fica no quarto mas não vira cabide!

Eu vou passar o cardápio que estou seguindo mas já aviso: Eu não sigo à risca não! Faço um monte de substituições inteligentes (e permitidas). Também não fico perdendo tempo seguindo aquelas receitas para deixar os legumes mais atraentes e coisa e tal. Eu lavo, corto, preparo no vapor ou no Grill, coloco no prato, jogo um azeitinho e coloco pra dentro. Tudo fácil.

Por exemplo, o repolho, brócolis, couve-manteiga e agrião, tem glicosinolatos, substâncias antioxidantes com propriedades de acelerar a eliminação de compostos tóxicos presentes no fígado. Além das brássicas, outros alimentos possuem, em sua composição, substâncias importantes para a proteção dos hepatócitos, como o açafrão, alecrim, chá verde e alho. Flavonoides, como rutina e quercetina, encontradas na cebola roxa, por exemplo, ainda atuam na redução das alterações enzimáticas do fluxo biliar.


Café da manhã Mega nutritivo!  Suco verde feito com couve, hortelã, salsa, maçã, limão, gengibre, chia, água e mel. Não é pra comer os 4 ovos não! Dois são do marido!


Lanche da manhã. É o que temos...


Uma das saladinhas que eu mais amo! Atum em água e sal e não em óleo,Tomate, manjericão, lasquinhas de gengibre, azeite e chia.


Maridão entrando na minha onda do jantar natureba! Um brinde ao amor e a esse prato lindo e super saudável! Filé de tilápia chapa sem óleo é claro, brócolis no grill - amo George Foreman Grill - saladinha de alface, tomate, pepino e manjericão

Nesse primeiro momento da dieta que Dr. Fabricio Bossi me passou, estamos executando a “faxina corporal” respeitando a seguinte ordem de órgãos: 

1. Fígado e vesícula 

2. Rins 

3. Intestinos (resíduos e parasitas) 

4. Sistema Nervoso (metais pesados)

Lembretes e dicas: 

- Beba a vontade o chá e os sucos, mas evite misturar qualquer líquido com refeições sólidas. 

- Anote no celular o dia em que você começou a dieta e os exercícios e o peso que você estava no dia. Vai medindo – na mesma balança – toda semana. 

É isso gente! Espero que gostem da dieta mas, mais ainda, que gostem de vocês mesmos pois só assim vão ter força de vontade de mudar e viver melhor.

Beijos procêis! Depois me contem os resultados.

PS. A única coisa que não consegui cortar ainda foi o vinho...mas quer saber? 

Vou cortar não! Uma tacinha todo dia, só me traz alegria! ;-)

Por Gabi Monteiro

 

Gabi Monteiro 2017. Todos os direitos reservados

Cereja.in