Um lugar para chamar de seu. Chapada Diamantina

Um lugar para chamar de seu. Chapada Diamantina 10/MAR - Onde ir

Conheci a Chapada Diamantina pela primeira vez aos 21 anos e depois disso já estivemos juntas inúmeras vezes pois trata-se de um daqueles lugares mágicos e apaixonantes que a gente não cansa de visitar.

A forma como a Chapada Diamantina entrou na minha vida, foi fundamental para que esse caso de amor durasse até hoje. 

Na época, eu e meu irmão tínhamos uma produtora de vídeo. Meu pai montou essa produtora pra gente produzir os vídeo manuais dos aparelhos eletrônicos da fábrica dele. Que homem à frente de seu tempo o meu pai! Hoje os “Vídeos Manuais” são os famosos “tutoriais” que invadem a internet e sem os quais, não vivemos mais.

Era chato pra burro produzir os tais vídeos, então, tivemos uma ideia: Vamos fazer um programa de Esportes Radicais!

Há 20 e tantos anos atrás, quase não existia programa sobre esportes radicais no Brasil e nós, também não éramos esportistas mas, a gente queria se divertir fazendo o que gostava, isso era importante.

Com um contato aqui outro ali, conseguimos “patrocínio” para nossa primeira viagem à “trabalho” para a Chapada Diamantina e juntos com a equipe da Revista Viagem e Turismo, fomos nos aventurar pelo centro da Bahia. 

Com o passar dos anos, muita coisa mudou mas a Chapada continua muito bem preservada. 

Se você está fora da Bahia, prepare-se para rodar pois chegar na Chapada, por si só, já é uma grande aventura. Longe pacas!

Hoje tem voo direto para Lençois, sempre muito caro por sinal, mas até pouco tempo atrás, era só pela estrada mesmo. 

Lençois é o ponto de partida para que você faça várias aventuras. Uma graça de cidade, super charmosinha e cheia de hotéis e pousadas gostosas para ficar. Os Camping e as casas de moradores também são boas opções para quem quer economizar.  

Mas se você ficar só nessa cidade vai perder as atrações mais incríveis da região, ou seja, a Chapada não é lugar para descansar. 

Ao mesmo tempo que escrevo, estou aqui tentando organizar uma listinha do que você não pode perder na sua primeira vez na Chapada. De fato é bem difícil escolher pois é tudo tão imperdível! São dezenas de atrações diferentes entre trilhas, cachoeiras, rios, canions e grutas.

Tem muitas matérias legais sobre a Chapada, contando cada detalhe das atrações que você vai conhecer mas se eu fosse você não ficava olhando as fotos não! Por mais que as fotos não cheguem aos pés da beleza e vibração do que você vai ver, elas acabam contando um pedacinho do “filme” antes e não sei você, mas eu amo aquela sensação de chegar em um lugar pela primeira vez e tomar um susto por tamanha exuberância e poder. 

Então vamos as minhas dicas de ouro e também a minha listinha pessoal do que você não pode perder na Chapada Diamantina.

Dica 1: Esqueça qualquer tipo de roupa que não seja de ginastica ou de aventura. Esqueça qualquer sapato também. O negócio na Chapada é andar de tênis, bota de aventura, papete ou sandália havaiana. Se você curte moda, lá não é o seu lugar. 

Sempre que sair para algum passeio, leve água e lanche pois você vai andar no meio da natureza de verdade e não tem ninguém vendendo essas coisas no meio do caminho. Tudo o que levar, traga de volta, lixo principalmente. A Chapada é muito bem preservada. 

À noite use um vestidão, um saião, uma rasteira ou roupa de aventura mesmo. Qualquer coisa diferente disso vai te fazer se sentir um E.T.

Leve um casaquinho leve, apesar de ser Bahia, à noite esfria. 

Dica 2: Malhe. Mas malhe muito antes de resolver se aventurar na Chapada. Faça caminhada. Se prepare por que até a atração mais light tem pelo menos meia horinha de caminhada antes. Lembre-se que você só vai até onde suas pernas te levarem.

Dá pra ir de carro para muitos lugares? Sim. Inclusive o carro é algo indispensável na Chapada e se puder ser um 4x4 melhor ainda. Você pode alugar um carro lá mas isso não dispensa a contratação de um guia pois a sinalização é péssima e as estradas são muito perigosas. 

Depois de 20 vezes na Chapada, eu ainda me perco um pouquinho então, não inventa!

Dica 3: Não fique hospedado no mesmo hotel. Mesmo que seja uma viagem curta de 4 ou 5 dias, para conhecer as atrações que considero imperdíveis, você vai ter que pernoitar em pelo menos 3 cidades diferentes, vai por mim, é melhor que rodar 200 0u 300 KM todos os dias. 

Na minha opinião as atrações mais mágicas ficam em: Lencóis, Capão e Mucugê

Vamos a elas!

Gosta de desafios? Suba a Cachoeira da Fumaça e depois que descer, pare no barzinho que fica no pé da trilha e tome a melhor cervejinha gelada da sua vida, acompanhada de pastel de palmito de Jaca. É de comer de joelhos! 

Prefere o Paraiso? Passe um dia da Pratinha (mas me prometa que não irá no final de semana)

Quer sentir o poder na Natureza? Poço Azul e Poço Encantado. (Pra ir aos dois no mesmo dia, saia bem cedo!)


Nas água do Poço Azul, uma caverna com água mineral de cor azul neon

Gosta de história? Gruta da Lapa Doce. 

Quer morrer de amor? Cachoeira do Roncador, por cima. 


Cachoeira do Roncador, cheia de piscinas naturais escavadas na pedra. Um lugar mágico. 

Esse será um bom início pra você mais ainda tem muita coisa linda pra conhecer! 

Cachoeira da Conceição dos Gatos e Purificação, Buração, Marimbús, Morro do Pai Inácio, Cachoeira do Sossego, Ribeirão do Meio, Mucugezinho, Poço do Diabo, Chique Chique de Gatú, Vale do Pati, etc, etc, etc... 


O por do sol mais lindo na Cachoeira do Riachinho

Eu tenho um caso de amor com a Chapada. Assumido. O homem da minha vida é de lá, nosso filho tem sangue baiano, a família mora lá e por isso visitamos a Chapada todos os anos. 


Na entrada do Poço Encantado, uma das atrações mais incríveis da Chapada

Se eu não canso? Não. O Parque Nacional da Chapada Diamantina sempre guardará algo de novo para lhe surpreender. 


Riachinho de Lençois, uma linda piscina natural onde adoro Pilatear no final da tarde

Então me prometa que vai voltar pra Chapada e quando voltar, escreva pra mim!

O conteúdo desta materia é de responsabilidade do colunista

 

Gabi Monteiro 2017. Todos os direitos reservados

Cereja.in